Marketing Digital

White papers no marketing de conteúdo como estratégia vencedora

Na era das novas tecnologias eletrônicas e formatos digitais de conteúdo, acabamos nos esquecendo de boas e velhas estratégias de marketing de conteúdo que ainda podem ser bastante eficiêntes. Uma delas é o uso do white paper, ferramenta de comunicação muito utilizada para divulgar dados de uma empresa e, no marketing, para divulgar dados e ações de sucesso da organização. Que tal conhecer um pouco sobre este formato? Vamos Avanti!

White paper e e-book: qual a diferença?

Muitas pessoas atribuem o desuso dos white papers ao uso dos e-books. Porém, e-books e white papers possuem diferenças fundamentais e, por isso, acabam possuindo funções e usos bem diferentes. Para determinadas estratégias, um e-book se sairá melhor, porém, em outras, um white paper será o material ideal. Como escolher?

White papers são conteúdos mais curtos, que possuem um único assunto. É um excelente material para apresentar resultados e outros elementos quantificáceis, e são grandes aliados para cases de empresa. Se você quiser demonstrar o sucesso que um produto ou serviço possui, esse é o formato ideal. É também um ótimo material para fins educativos e para apresentar ideas  inovadoras.

Já os e-books são complexos, formados por blocos de texto com conteúdo mais extenso. Possuem muitas aplicações, como fins educativos e informativos, e permitem maior interação com mídias adicionais. É também um excelente material para reter leads e audiência para o seu site.

White papers tem muitas vantagens

Para sabermos como utilizar o white papers e criar estratégias de marketing utilizando-os como ferramenta, é importante conhecer as suas vantagens:

  •  Muito útil como material educativo.
  • Propagador e incitador de ideias inovadoras.

  • Ele claramente comunica os pontos principais. É um material que deixa conciso o conteúdo nele inserido.

  • Bom para exibir dados e resultados.

  • Ajuda a empresa a apresentar ideias de forma clara para um cliente e facilitar o diálogo

Apesar de ser um material curto (no máximo 12 páginas), o trabalho de pesquisa para embasar a produção dos white papers deve ser muito bem realizado, a fim de garantir a sua validade e confiabilidade.

White papers cheios de inovação

Quando se pensa em white paper, logo se vem ideia de um material frio, formal, com formatação básica, quase acadêmica. Mas não se deve pensar assim, ainda mais para quem trabalha em meio digital. É possível criar novos formatações, inovar até mesmo para facilitar a leitura e ressaltar pontos importantes do white paper com uma diagramação criativa. White paper aliado a um bom design se torna um material poderoso, envolvente e de muito valor.

White paper como primeiro passo para estratégia de conteúdo

Uma prática muito interessante para quem precisa criar muito conteúdo, é justamente começar criando um white paper. Por ser um conteúdo condensado, focado, refinado  e com domínio do tema. A partir dele é possível ter ideias para outros materiais. Você pode aproveitar um white paper separando seu conteúdo em partes e pensando quais materiais, como vídeos, posts para blogs e ebooks, podem surgir a partir delas. Ele ajuda a pensar com clareza o conteúdo principal, auxiliando a criação de novas ideias dentro da estratégia de marketing de conteúdo da empresa.

Que tal testar essas ideias? Vamos Avanti!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!