Avanti

Privacidade digital: sua empresa tem até 2020 para se adaptar

Não faz muito tempo o mundo observou, com espanto, os escândalos de vazamento de dados da rede social Facebook para a empresa de marketing político Cambridge Analytica. Não há muito, também, diversos países se mobilizaram para discutir o tema que, volta e meia, reaparece como um fantasma, assombrando empresas e pessoas de todo o mundo: privacidade digital.

Na tentativa de tornar as regras mais claras, em julho de 2018, foi aprovada no Brasil a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados, que regulamenta o uso, a proteção e a transferência de dados pessoais no Brasil, nos âmbitos privado e público. As multas pelo não cumprimento das novas regras podem chegar a 50 milhões de reais. Como era de se esperar, com este novo marco regulatório, o cotidiano das empresas será impactado como poucas vezes já aconteceu. E a notícia que assusta muito executivo é que temos até 2020 para nos adequar. Confira, a seguir, três grandes mudanças pelas quais as empresas deverão passar neste período de adaptação:

Criação de novo posto de trabalho

As empresas deverão nomear um Encarregado de Proteção de Dados (DPOData Protection Officer), cuja principal atividade será o monitoramento e a disseminação das boas práticas de proteção de dados pessoais dos funcionários e contratados, bem como a interface com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Desenvolvimento de novas tarefas relacionadas

Dentro do imenso pacote de adaptação, as empresas deverão, a partir de 2020, realizar auditorias de dados, formular mapas de dados, com revisão minuciosa das políticas de segurança, revisão de contratos e, por fim, a elaboração de Relatórios de Impacto de Privacidade.

Investimento em cibersegurança e sistemas de compliance

A lei também prevê como atenuante de pena a adoção de políticas de boas práticas. Dessa forma, empresas de pequeno, médio e grande porte terão que investir em cibersegurança e fortalecer sistemas de compliance para prevenir, detectar e remediar violações de dados pessoais.

A verdade é que, para se adaptar a este novo modelo de trabalho, as empresas deverão recorrer a profissionais especialistas em regulação.

Fique por dentro das novidades do mundo digital com os artigos semanais do Blog!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!