Avanti, E-commerce, Loja Virtual, Mobile Commerce, Tecnologia

Loja mobile e aplicativo: Você sabe diferenciar?

É indiscutível o crescimento do m-commerce nos últimos anos. O eBit divulgou que apenas no mês de janeiro o índice de share do comércio mobile alcançou 9,7%. Isso leva os donos de lojas virtuais à preocupação com essa realidade, que não pode ser mais encarada como mera tendência. A verdade é que empresas que quiserem se destacar, precisarão apostar no mobile.

Mas, na hora de decidir migrar para o marketing móvel, surge uma dúvida comum entre loja mobile e aplicativo. Alguns podem confundir os dois conceitos, ou até mesmo ter a incerteza de qual é mais eficiente. Foi pensando nisso que preparamos este post. Confira o artigo e descubra a diferença entre loja mobile e aplicativo, e como cada um pode elevar os resultados de sua empresa!

Loja Mobile e Aplicativo: Saiba diferenciar

Loja Mobile
Uma loja mobile é um site para e-commerce desenvolvido para ser usado em smartphones e tablets. A organização de conteúdo e distribuição de layout é preparada com esse intuito. Alguns preceitos se aplicam na hora dessa adaptação. Por exemplo: os elementos da plataforma precisam ter determinado tamanho para serem acessados através do touch-screen.

Uma grande vantagem de ter uma loja mobile é que ela proporciona maiores resultados em relação às vendas on-line, já que o celular permite que a campanha seja direcionada conforme o perfil do cliente. Além disso, uma maior personalização do relacionamento com o consumidor pode ser gerada, auxiliando no pós-venda e na fidelização.

Uma loja virtual mobile não domina o aparelho do usuário como o aplicativo, tendo as mesmas limitações de um site tradicional. Em palavras mais exatas, às vezes será preciso contar com alguns recursos do dispositivo (celular ou tablet) que não serão possíveis através do browser.

Aplicativo
O aplicativo é algo mais específico. É como um programa de computador, mas com direcionamento para dispositivos móveis. Tudo que pode ser baixado em uma appstore, como o Google Play ou a Apple store, é considerado um aplicativo nativo. Uma característica principal é que devem ser criados e programados de acordo com diretrizes do fabricante de aparelhos.

Os benefícios de se investir em um aplicativo é contar com recursos do hardware do dispositivo. É possível incluir em seu app, dados de geolocalização, configurações de fotos ou vídeos e, em alguns casos, usar a função de telefonia. Vale ressaltar também que os apps se valem de avisos padrão do sistema, podendo ser atualizados automaticamente, o que proporciona uma melhor experiência para o usuário.

Se há uma desvantagem no uso do aplicativo é que, como ele deve ser baixado pelo usuário, exige campanhas próprias. Significa que não basta contar somente com seu site para divulgá-lo. O app precisa de incentivo próprio, tornando-se uma ferramenta cara pra quem não pretende oferecer nada além de um mostruário

Loja mobile X aplicativo
Não dá para afirmar qual é melhor que o outro, pois cada um atende e desatende dependendo do contexto. Mas explicamos que se sua intenção for apenas reproduzir sua loja virtual em dispositivos móveis, desenvolva uma versão mobile do site já existente. Mas se quiser criar algo novo, com utilidades e recursos mais aparentes, invista em um aplicativo.

Em ambos os casos, a Avanti pode lhe auxiliar. Vamos Avanti?Loja Mobile e Aplicativo: Aprenda diferenciar

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!