Marketing Digital

Estratégias de e-mail marketing ainda valem a pena?

Apesar da crescente notícia de que o e-mail marketing é uma estratégia ultrapassada como ferramenta de marketing digital, os resultados obtidos por quem realiza um processo completo dessa estratégia demonstram outra coisa.

Criar uma lista, se direcionar a clientes em potencial e conversar com eles diretamente na caixa de entrada de e-mail, pode ser uma mina de ouro se explorada da maneira correta.

O melhor disso tudo é que, além da alta taxa de conversão e o consequente retorno, é uma estratégia de custo baixo, o que faz sua importância aumentar.

Por que o e-mail marketing?

  • O e-mail marketing não deve ser pensado apenas como ferramenta de venda, mas especialmente como um caminho para gerar tráfego. Às vezes o cliente que assina a newsletter não pretende efetuar a compra no momento da assinatura, mas esteja interessado no conteúdo que encontrará nos boletins posteriores. Além de gerar um relacionamento com esse leitor, é bem possível que a conversão aconteça na medida em que ele vai aumentando a confiança;
  • Quando o seu blog, site ou e-commerce for encontrado a partir de uma busca orgânica, é preciso que você esteja preparado para fidelizar o visitante;
  • Nos últimos anos, o e-mail marketing teve um retorno sobre o investimento (ROI) em mais de 4000%;
  • A utilização do e-mail é 75% maior do que a de redes sociais ou outros meios de comunicação online;
  • Mais de 90% dos internautas possuem uma conta de e-mail;
  • Desses, 76% conferem a caixa de entrada mais do que três vezes ao dia;
  • Pessoas que recebem uma newsletter têm 83% de chances a mais de efetuar uma compra quando comparada com uma pessoa que não recebe nenhum e-mail;
  • 50% de uma lista de e-mail se manterá ativa por muitos anos.

Caminho para um e-mail marketing eficiente

Captando o e-mail

Ofereça algum conteúdo de qualidade e gratuito para ser baixado através de um link no e-mail. Note que é necessário ser um assunto bastante específico, pois, caso contrário, o visitante poderá assinar a newsletter apenas por curiosidade e mais tarde deixar de assinar. Também poderá informar a possibilidade da assinatura em todos os finais de postagem. Quem não gosta de receber conteúdo de qualidade sobre um nicho interessante?

Relacionamento personalizado

Sempre utilize o próprio nome na área de envio e não da loja ou do e-commerce. Quanto mais pessoal, maior a possibilidade de receber um clique.

Crie títulos que convertam

O título do e-mail é a base para que ele seja lido ou descartado imediatamente. Utilize um título extremamente criativo, mas que tenham algum sentido com o conteúdo do e-mail. Escrever títulos fora do contexto pode ser um tiro no pé.

Mensagem personalizada

Quando a pessoa assinou a newsletter foi solicitado que informasse o nome. Não deixe esse detalhe inutilizado. Personalize as mensagens para aproximar o relacionamento e demonstrar que não se trata de spam.

Adaptação para tecnologia móvel

Muitas pessoas abrem e-mail em serviço de tecnologia móvel. É importante que as suas newsletter sejam adaptadas para esse tipo de aparelho.

Encontre a sequência ideal 

Procure enviar os e-mails dentro de uma sequência razoável. Isso depende muito do assunto tratado, mas o ideal é apenas um e-mail por semana. Uma dos principais motivos para as pessoas deixarem de assinar é o envio de e-mails sem critérios.

Praticidade

Ninguém tem tempo de ficar lendo introduções gigantes. Diga logo o que for preciso, pois nesse caso, menos é mais.

Mais praticidade

A ação do assinante, para visitar o conteúdo que está sendo sugerido, deve ser facilitada. Por isso, é importante deixar o link ou o call to action (CTA) logo após o primeiro parágrafo do e-mail. Se ele precisar utilizar a barra de rolagem para encontrar, as chances de conversão diminuem.

Clareza

Informe o visitante a razão de ele estar recebendo o e-mail. Assim evitará que seja confundido com spam. Lembre-se que, apesar de ter assinado voluntariamente, é possível que as pessoas esqueçam disso.

Crie a lista

Coloquei por último para que essa possibilidade fique totalmente descartada. O primeiro passo para perder credibilidade é utilizar lista de e-mails compradas, especialmente quando se trata de marketing de conteúdo.

E você, tem alguma dúvida que as estratégias de e-mail marketing ainda valem a pena? Vamos Avanti! 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!