Marketing Digital

Entenda melhor o termo viralização: por que um conteúdo se torna viral?

Viralização é um termo que surgiu com o crescimento do número de usuários das redes sociais e blogs. A palavra é utilizada para designar os conteúdos que acabam ganhando repercussão (muitas vezes inesperada) na web. O termo é relacionado a doença, já que as pessoas chegam a compartilhar o conteúdo quase que inconscientemente, criando uma “epidemia” de internautas falando sobre o mesmo assunto.

Depositphotos_8533318_3
Dentro do marketing digital, a onda do momento é o poder de viralização que pode ser usado nas mídias sociais.

A rede social que domina o mercado mundial com ampla vantagem para seus concorrentes é o Facebook. Ao longo do dia, acompanhamos as publicações de nossos contatos, compartilhamos conteúdos, comentamos fotos e vídeos. As postagens que ganham popularidade de maneira extremamente rápida podem ser classificadas como “virais”.

Com tanto conteúdo na internet, é um desafio e também uma arte ganhar a atenção do internauta e conquistar um “curtir” ou um “retweet”, ser compartilhado ou divulgado em blogs, redes sociais e sites sem pagar nada por isso, simplesmente pelo bom conteúdo.

Clever boyVirais não tem fórmula de sucesso

Falando assim até parece fácil, mas não existe uma fórmula infalível para criar um conteúdo que certamente será viral. Vale lembrar que para cada um que funcionou, vários outros falharam. Isso porque, nem sempre o sucesso depende do talento ou do investimento de quem cria um post.

Se você está pensando nisso, fica um alerta: por melhor que seja o seu trabalho, uma boa parte da responsabilidade está nas mãos de outros. Mas nada impede de você se preparar ao máximo, tentando prever o êxito daquilo que você pretende propagar. Digamos então que você não vai criar “algo viral”, você vai produzir algo com um “grande potencial viral”.

Hoje, a maioria das peças de marketing viral usa links patrocinados, postagens em blogs e sites e com isso conseguem despertar a curiosidade dos usuários, conquistando bons números de visitações e cliques.

Mas nem sempre as peças caem no gosto do público, que decide por não compartilhá-las. O compartilhamento é o segredo da viralização e não tem teto imaginável. Essa falta de sabedoria, por assim dizer, às vezes, podem se transformar a peça em fail.

Por isso,  se o seu cliente lhe disser “Eu quero fazer um viral”, deixe claro que não existem virais, mas campanhas potencialmente virais. E caso quem queira investir em viral seja você, fique atento a todos os resultados que o seu trabalho possa ter, esteja preparado para tudo e sempre um passo a frente. E também um pé atrás: não esqueça que a grande maioria dos virais não atinge os seus objetivos.

Esperamos que você tenha tirado suas dúvidas com esse post, mas caso você ainda tenha alguma dúvida, compartilhe com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!