Marketing Digital

Cross Channel Marketing: entenda porque ele é a bola da vez

O Cross Channel (cruzamento de dados) é uma nova tendência em Marketing Digital que está chamando a atenção nessa área e tornando-se uma prática cada vez mais utilizada também no Brasil. É preciso fazer a distinção com a prática de “Multi Canais”, que significa a utilização de muitos canais para transmitir a mensagem.

O Cross Channel vai mais além e propõe a interação entre os canais, ou seja, a solução para a comunicação tem que ser integralizada, visando atrair e conquistar consumidores, multicanais de alto valor e também públicos diferentes em canais diferentes, propiciando um crescimento sustentável.

Isso significa uma unificação de ações de marketing, mas também de atividades comerciais por meio de interação entre os canais, buscando construir uma identidade sólida e atuante através do movimento integrado e unificado da mesma proposta.

Algumas ações Cross Channel

1. Entregar o produto da loja online na loja física

Para um melhor entendimento desta proposta, podemos dar alguns exemplos que já estão sendo utilizados, como as lojas que vendem online, mas dão a opção aos seus usuários de retirar o produto numa loja física mais próxima de sua residência, opção essa que vai lhe proporcionar a possibilidade de experimentar o produto, caso seja calçado ou vestuário e até ver outras alternativas.

A empresa americana REI, uma das pioneiras nesta ação de cruzamento de canais, viu um resultado surpreendente: quase 40% das vendas feitas pela loja virtual foram entregues nas lojas físicas, registrando também aumento das vendas nas lojas físicas devido ao fluxo de clientes captados online.

2. Integrando ações digitais e físicas

Outro exemplo de ação interessante é disponibilizar um computador exposto ao público e conectado na internet no site da loja. O consumidor, ao pesquisar, pode querer prosseguir e fazer a compra online e em seguida retirar ali na hora. Outra opção é visitar a loja, verificar o produto fisicamente e solicitar a entrega em seu endereço. Integrando os canais de pagamento, ele pode pagar online na loja e receber um comprovante de pagamento. Tudo isso é feito por novas tecnologias integradas.

3. Um canal promove o outro

Cada consumidor tem suas preferências por diferentes canais e há consumidores que apreciam e utilizam mais de um canal. A comunicação deve ter uma linha homogênea entre ele, guardadas as diferentes técnicas de mídias (vídeo-post), o conteúdo e a proposta não devem brigar, deve haver uma personalidade forte, capaz de fazer o consumidor identificar, reconhecer e confiar na marca.

Essa comunicação estará acessível ao consumidor, por exemplo, quando ele entrar na loja física e ali conhecer o site da empresa, ou pesquisar preços nos buscadores e ser direcionado para a loja online, onde encontrará a conexão com a loja física.

4. Trabalhando com a transição do usuário

A campanha de marketing com base no Cross Channel deve prever uma narração em continuidade, ou seja, uma mídia deve levar o usuário/consumidor à outra, envolvendo-o em novos pontos fortes que determinarão a compra. No quiosque do shopping deve haver uma comunicação que, se ele não adquirir o produto ali, seja motivado a chegar em casa e entrar no site para obter mais informações.

Os canais incluem os pontos de contato (touchpoints) como lojas, telefone, quiosques, catálogos, D2D, e-commerce, smartphones. O objetivo é chegar no momento da venda, quando o consumidor estiver mais receptivo para isso. Pesquisas já comprovaram que os consumidores que veem os anúncios em mais de um canal apresentam uma taxa de conversão 24% maior do que aqueles que veem o anúncio apenas em um canal.

Para cada comerciante, existe um canal dominante, que não deve caminhar isolado. Para uma grande parcela ainda é o canal tradicional, a loja física. As novas propostas do Cross Channel vão permitir usar as possibilidades dos novos canais e pensar inovações na forma de atuar do canal dominante (loja física?), cruzando ações, cruzando informações, e porquê não, cruzando os processos da venda?

5. Relacionamento, engajamento, venda

Os comerciantes têm no mundo atual a oportunidade jamais vista em toda a história da humanidade de se engajar em conversas com seus consumidores. Se o vendedor de cara feia não vendia nada no balcão da loja, hoje o comerciante que não se engajar em conversas significativas com os consumidores através dos canais, irá pouco a pouco perdendo terreno. A comunicação hoje é um poder cada vez mais disponível ao cidadão comum e ele está muito disponível para esta experiência.

Você já tinha ouvido falar do Cross Channel Marketing? Que tal aplicar esse conceito no seu negócio?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!