Avanti, Marketing, Marketing Digital, Social Media

Como encontrar bons temas de conteúdo em 5 passos

Escolher os temas que vão sustentar a página nem sempre é tarefa simples. Surgem várias ideias, mas nenhuma parece ser interessante para o seu público, principalmente quando os temas que você julgou adequados já foram explorados. Escrever é mais transpiração do que apenas inspiração, e isso exige pesquisa e trabalho. Para ajudar nesse momento, listamos cinco sugestões para as mais diferentes estratégias de conteúdo.

1. Faça o brainstorming

A tradução é tempestade cerebral, ou melhor – tempestade de ideias. O brainstorming é uma prática em que os envolvidos escrevem em um papel todas as palavras que vêm à cabeça sobre um determinado assunto. Depois disso, separam as ideias em categorias e relevância para garantir que fiquem bem organizadas.

2. Defina bem sua persona

Para muitos, a persona é a base para a estratégia de conteúdo, uma vez que traduz o público que você deseja atingir. São perfis semificcionais que representam o comprador ideal para o produto ou serviço. A partir da persona é possível determinar, entre outros pontos:

  • linguagem e abordagem da empresa;
  • linguagem das postagens e redes sociais;
  • escolha das redes sociais para o seu negócio;
  • abordagem do conteúdo produzido;
  • extensão e formato desse conteúdo;
  • palavras-chave ideais;
  • abordagem para links patrocinados.

A persona ainda ajuda a empresa a se colocar no lugar do consumidor. Você atribui características como escolaridade, poder aquisitivo, preferências, necessidades, objetivos, problemas enfrentados, quais são as soluções mais interessantes para ele, entre outras.

3. Jornada de compras

Trata-se do caminho que o cliente percorre desde o momento que tomou conhecimento do tema, se interessou, passando pela necessidade do produto até o fechamento do negócio. Você precisa entender o que cliente tem que saber para dar continuidade às etapas desse processo. Veja que abordagens são interessantes em cada uma das fases.

3.1. Aprendizado e descobrimento

Nessa etapa, é importante produzir conteúdos capazes de criar na cabeça do cliente um interesse pelo tema. O intuito é deixá-lo à vontade para pesquisar e saber mais a respeito do assunto, entendendo como ele pode auxiliar o negócio. O conteúdo precisa indicar por que ele deve prestar atenção. Exemplos:

  • Como o seu produto pode aumentar as vendas;
  • Os benefícios do produto para empreendedores;
  • Qual o papel de _____ na sua empresa?

3.2. Reconhecimento do problema

Nessa fase, o cliente tem interesse em saber mais sobre o problema e como ele é capaz de elucidá-lo. Exemplos:

  • Como fazer X em Y passos.
  • O que você não sabia sobre X.
  • Como implementar X para beneficiar a empresa.

Vale ressaltar que essa é uma etapa sobre a qual ele já tem um conhecimento maior a respeito e o passo seguinte é mostrar ao leitor um problema ou oportunidade que ele possui, mas que ainda não percebeu.

3.3. Consideração da solução

Esse é o momento em que o cliente está procurando algo que vai atender à sua necessidade da melhor forma. Nessa etapa, ele está fazendo avaliações e é o período em que precisa identificar que o seu produto ou serviço é o que ele está buscando. Estudos de cases e relatórios são as opções mais interessantes.

  • Estudo de caso: como a empresa X fez.
  • X cuidados que a sua empresa precisa ter para escolher a melhor opção para Y.
  • Como o mercado está se comportando em relação a X.

3.4. Avaliação e compra

Este é o fim o processo de decisão. É fase em que o conteúdo precisa responder à pergunta: por que a sua solução é a minha melhor opção? O conteúdo deve entrar em detalhes a respeito do produto e verificar se atende às suas expectativas. São boas opções de tema:

  • Comparativo: a diferença entre um produto A e B.
  • Benefícios que somente nossos clientes possuem.
  • Como funciona a ferramenta X.

4. Pesquise quais os temas atuais sobre o segmento

Uma ferramenta interessante é o Google Trends, por meio do qual é possível analisar as tendências, os dados e as visualizações mais recentes do Google. Com ele, também é possível identificar palavras-chave e tendências próximas de você.

5. Troque ideias com a equipe

Outra fonte que pode render boas ideias de conteúdo são as conversas com outros profissionais, como os do time de vendas, do atendimento e suporte. Eles passam o maior tempo atendendo clientes, respondem a seus questionamentos e acabam entendendo seus problemas de forma real. Nessa perspectiva, vale verificar histórico de e-mails, conversas, entre outros arquivos que possam ajudar na composição do conteúdo.

Gostou das informações passadas no post? Caso tenha alguma dúvida, não deixe de nos contar nos comentários e continue acessando a página para se manter sempre atualizado.

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado.Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!