Social Media

3 mitos sobre as mídias sociais que devem ser quebrados

Há muitos conselhos sobre mídias sociais flutuando por aí, dizendo o que uma marca deve ou não fazer. Alguns deles até têm sentido e foram baseados em estratégias digitais muito bem consolidadas e planejadas. Outros, no entanto, não passam de mitos. No post de hoje, separamos três mentiras que contam por aí e que podem acabar sendo entendidas como verdades. Preparado para desverdas os três mitos das mídias sociais?

1. Sua marca precisa estar no Twitter

Este mito inclui todas as mídias sociais: Facebook, Pinterest, LinkedIn, Instagram… Se você conhecer um especialista em social media que insista que sua marca precisa de qualquer jeito fazer parte de alguma rede social, pergunte para ele:

  • As pessoas estão falando sobre minha marca ou do concorrente nessa rede?

  • Quem usa essa mídia social e como?

  • O que meu negócio pode esperar alcançar participando dela?

  • Quando tempo ou investimento eu preciso fazer para alcançar metas estabelecidas nessas mídias?

Se focarmos no Twitter, por exemplo, vamos descobrir que menos de um quarto dos Canadense usam a mídia social ativamente. De acordo com uma pesquisa do Global Digital Statistics, 46% dos canadenses têm uma conta no Twitter mas apenas 22% deles usaram no mês passado. Os usuários ativos, no entanto, representam uma rgande parcela de autores, atores, escritores e blogeurios conhecidos. Se entre as estratégias da sua marca está em construir relacionamentos online com influenciadores, talvez nesse caso fosse relevante estar presente no Twitter canadense.

O que queremos deixar claro é que depende das suas metas estar em uma plataforma social ou não. Não coloque a sua marca em uma rede social só porque alguém disse que você deveria estar presente lá.

2. Mídias sociais não são mensuráveis

Como alguém pode ter dito isto? Existem tantas métricas para se medir a eficiência da sua estratégia e fatos relacionados a sua marca que pode ser perigoso se confundir e ser inundado com tantos dados. Existem dois tipos de métricas que você pode usar: quantitativa e qualitativa. As quantitativas, obviamente, são quantificáveis, como a contagem de seguidores, engajamento, taxa de cliques e até conversões. As qualitativas incluem sentimento e infuência.

Sentimento? Essa métrica é medida por meio do tom das postagens com relação a sua marca: positivo irônico e negativo. A influência é a mais difícil de ser mensurada. Ela é uma tentativa de medir o quanto as pessoas estão engajadas com sua marcas nas mídias sociais.

3. Meu público-alvo não usa mídias sociais

Ainda de acordo com o Global Digital Statistics, a penetração das redes sociais no Brasil chega a 48% dos brasileiros, sendo que a média mundial é de 39%. Aqui, o Facebook é a rede social mais popular com 86 milhões de usuários cadastrados. Além do mais, a média de gasto de horas por dia em mídias sociais é de 3.1 horas! Você só precisa saber em qual dessas redes seu público-alvo está, o que ele quer e como conversar e interagir com esses usuários. Uma dica: a penetração do mobile é imensa: 134%! Talvez seja hora de começar a repensar suas ações online considerando o fato de que muitos usuários preferem acessar a Web por meio de smartphones.

Em resumo, se você já está nas mídias sociais ou está considerando começar a marcar presença por lá, lembre-se das perguntas básicas de qualquer negócio: quais são os seus objetivos, como você vai alcançá-los e quem é seu público-alvo. Se você conseguir responder essas três perguntas e mantive-las em mente, na hora que um especialista em mídias sociais recomendá-lo uma plataforma, você saberá como respondê-lo e estará pronto para começar a buscar suas metas!

Quer saber mais sobre Social Media?! Baixe nosso E-book!

Posts Relacionados

Comentários estão fechados.

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade.
Nunca enviamos spam!